Saltar para o conteúdo

Tríduo Pascal1

Olá Jesus.

Hoje acordei com uma vontade imensa de falar conTigo! Algo que já não fazia há muito tempo...

Levantei-me da cama, lavei o meu rosto e quando me olhei no espelho, deparei-me com uma pessoa de coração frágil, oca, sem objetivos, distante dos homens e ... de Ti!

Senti vergonha do que vi. Uma enorme tristeza por já não ser quem era e me ter transformado numa pessoa fria, distante, incapaz de transmitir um pouco do Teu Amor aos outros que tanto carecem de Ti!

Pensei inúmeras vezes em desistir, ocupando o meu pequeno coração com outras futilidades que me preenchem momentaneamente e nem sempre estão lá para mim.

E depois, paro... e dou por mim a relembrar tudo de bom que construiste à minha volta. Invade-me um sentimento nostálgico e penso o quão feliz eu fui... por Te ter como meta e meu leme! ConTigo vivi as experiências mais profundas da minha vida! Relembro-me com muito carinho do dia em que Te conheci verdadeiramente, comungando a minha vida com os mais desfavorecidos e menosprezados!
Por isso, ó Pai, peço-te que me perdoes... pelas vezes que falhei e me recebas novamente no Teu colo acolhedor e no Teu abraço reconfortante! Obrigado pelo Teu Amor que alimenta e revigora a minha vida!

Deixa-me carregar a Tua Cruz e fazer este caminho até ao Calvário lado-a-lado!

Como sempre foi e sempre será!