Unidade e Compreensão

“Necessitamos imenso de unidade e compreensão. Unidade não é uniformidade, mas a busca e a aceitação do que nos completa e complementa. Compreensão não é domínio sobre as diferenças, é o diálogo e o apreço pelas outras realidades que não são nossas. Há caminhos de unidade e de diálogo tão exigentes que só podem ser trilhados pelos humildes e corajosos, isto é, pelos que não desistem.” (cfr. P Vasco P. Magalhães)

Como nos dizia o Papa Bento XVI, “todos podemos constatar como no nosso mundo, embora estejamos mais próximos uns dos outros com o desenvolvimento dos meios de comunicação e num tempo no qual as distâncias geográficas parecem desaparecer, a compreensão e a comunhão entre as pessoas é frequentemente superficial e dificultosa (…)(…) ainda persistem disputas que, em muitas ocasiões, levam a conflitos; o diálogo entre as gerações é custoso; assistimos a fatos cotidianos nos quais parece que os homens se tornam mais agressivos e foscos; a compreensão parece muito trabalhosa e acaba sendo preferível permanecer egoisticamente no próprio eu, no próprio querer e interesse”, acrescentou.” (cfr. Agência Efe, publicado online em 27/05/2012)

Nós cristãos católicos, quando celebramos o “Pentecostes” estamos a celebrar a festa da unidade, da compreensão e da comunhão humana.

Esta entrada foi publicada em Notícias, Reflexões. ligação permanente.

Deixar uma resposta